09/11/2017 - 10h01
Por Assessoria de Comunicação SESAPI - secsaudepi@gmail.com

Hemopi e Rotary Clube realizam campanha para cadastro de doadores de medula óssea

Campanha acontece dias 8 e 9 de novembro

Tamanho da fonte  
Sana Moraes Hemopi e Rotary Clube realizam campanha para cadastro de doadores de medula óssea Doador Leonardo Bruno, bancário

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi), em parceria com o Rotary Clube de Teresina, do bairro de  Fátima, realizam pelo terceiro ano consecutivo a ação “Doe vida em vida” para estimular o cadastramento de doadores de medula óssea em parceria com. Nos dias 08 e 09 de novembro, das 8h às 17h, os voluntários serão cadastrados na sede do hemocentro em Teresina.

A diretora do Rotary Fátima, Cláudia Clementino, conta que a mobilização iniciou quando seu filho, Beethoven Filho, teve leucemia e precisou de um transplante. “Eu doei a medula para o meu filho, mas vi a mobilização dos colegas do Rotary e percebemos a importância de ajudar quem está na fila a espera de um transplante de medula.  Até acontecer com meu filho, eu não tinha noção do tamanho desse trabalho que é feito pelo Hemopi”, conta.

O bancário Leonardo Bruno, já é doador regular de sangue e ao comparecer ao Hemopi nesta manhã se deparou com a mobilização e resolveu fazer o cadastro como doador de medula. “Sei que é importante e como já sou doador de sangue resolvi me cadastrar”.

No dia 10 de novembro, a campanha continua na empresa de Call Center Vikstar, das 9h às 15h. Nos anos anteriores, a ação conseguiu reforçar o banco de doadores de medula com mais de 1.000 novos cadastros.

Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde pode doar medula óssea. Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente. Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.

O Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) possui hoje 4.421.729 voluntários cadastrados. No Piauí, são 81.189 cadastros. Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado.

Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para efetivar a doação. A medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias.

É muito importante que sejam mantidos atualizados os dados cadastrais para facilitar e agilizar a chamada do doador no momento exato. 


Comente!


17/01/2018 as 14:35h

Saúde emite Nota Técnica sobre febre amarela

Pelo menos 57 cidades do Piauí devem intensificar campanha contra febre amarela.

17/01/2018 as 13:01h

Campo maior recebe R$ 470 mil em investimentos para saúde

Campo maior recebe R$ 470 mil em investimentos para saúde

16/01/2018 as 14:47h

Secretário de Saúde anuncia investimentos para Corrente

Região também receberá programa Passo à Frente

15/01/2018 as 13:58h

Piauí reduz mais de 30% de casos de dengue em três anos

A cada ano, menos casos de dengue

15/01/2018 as 09:48h

Hospital de Floriano recebe R$1,5 milhões em equipamentos

Serão investidos mais de R$12,6 milhões em todo o Piauí

11/01/2018 as 17:12h

Sul do Estado vai receber ações do Passo à Frente e Renova Saúde em janeiro

As propostas de ação foram apresentadas à vice-governadora Margarete Coelho